Energisa investiu R$ 2,5 milhões em novo Centro de Distribuição
Unidade fica em Ji-Paraná, localização estratégica, na rota das principais rodovias do estado, e será crucial para cumprimento dos planos de investimento em 2021

Publicado 13/01/2021
A A
Foto: Assessoria

De um imóvel novinho, construído em uma área de 11.000 m², a mesma medida de um campo e meio de futebol, sairão os materiais – postes, torres, cabos, cruzetas, etc.- que vão permitir a execução do plano de investimentos da Energisa para 2021. O plano ainda não foi anunciado, mas segundo informações divulgadas no ano passado pela empresa, tem pelo menos 22 grandes entregas previstas até dezembro. E o novo Centro de Distribuição, localizado em Ji-Paraná, que recebeu com um investimento de R$ 2,5 milhões da concessionária, é estratégico para isso. 

A unidade tem sete metros de pé direito e, além da construção, o investimento inclui centenas de paletes e empilhadeiras e sete veículos novos. São cinco carretas de seis eixos, com capacidade para 26 toneladas cada, e dois caminhões normais, de três eixos, com capacidade para 12 toneladas, que vão transitar por todo o estado. 

Ji-Paraná foi escolhida estrategicamente por estar no corredor da BR-364, que interliga o norte do país ao sudeste, e por ter acesso às estradas estaduais (RO 135, RO 472, RO 135) que facilitam a chegada de materiais. “Ji-Paraná está no coração do estado e isso facilita o escoamento dos equipamentos. Diminuímos o tempo de deslocamentos dos materiais e das equipes, o que representa o atendimento mais rápido das necessidades dos nossos clientes”, afirmou o coordenador de Logística, Sidnei Luis Cavalin Junior. Em 2021, a concessionária pretende construir novas subestações e linhões na região central e norte do estado. Além de atuar mais rapidamente em ocorrências causadas por temporais, que atingem fortemente as partes central e sul de Rondônia.

Para atender melhor as várias regiões do estado, o modelo de gestão é descentralizado. Polos secundários em Cacoal, Vilhena e Porto Velho são abastecidos a cada 15 dias. Já o CD trabalha com quantidade de materiais suficientes para três meses de operação.  “Utilizamos programas modernos de gestão de estoque que permite enxerga a disponibilidade de material tanto em Ji-Paraná quantos nos almoxarifados locais dos municípios. Instalamos um sistema de monitoramento de segurança 24 horas que cobre toda à área”, afirmou o coordenador. 

O Centro de Distribuição segue protocolos de segurança ambiental de armazenagem dos equipamentos retirados da rede e que serão descartados. “Utilizamos bacias próprias para guardar transformadores, por exemplo, e evitar que o óleo contamine o solo”, explicou Cavalin.

A estruturação de um Centro de Distribuição de materiais faz parte do plano de investimentos de mais de R$ 1 bilhão da Energisa em Rondônia nos últimos dois anos e que já ampliou o fornecimento de energia para mais de 58 mil clientes. Em breve, a Energisa divulgará o plano de investimentos para 2021, que já está em andamento.

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Fonte: Assessoria de Imprensa